Veeam Restore – Seção 04

Fala pessoal!

Dando continuidade na série de posts sobre cenários de recuperação, hoje o tema será: VM Files Restore.

 

Vale ressaltar que esse método não recupera absolutamente nada que esteja dentro do sistema operacional da VM, e sim arquivos a nível do hypervisor (vmdk, vmx, nvram, etc). Uma vez que o conceito ficou claro, vamos a prática:

Na console do Veeam, clique em Home e depois em Backups > Disk.

 

Na tela principal serão exibidos todos seus jobs de backup. Escolha o job em que a VM foi salva (1) e, dentro dele, clique com o botão direito sobre o nome da VM (2) e depois em Restore VM files (3) (essa opção também pode ser encontrada na barra superior).

 

No wizard você deve selecionar qual restore point vai usar. Nesse exemplo eu vou pegar um backup realizado dia 05/10. Ao escolher a melhor opção pra você, clique em Next.

 

Agora chegou a hora de escolher qual arquivo queremos restaurar. Vou optar pelo “VM Teste 2019.vmx“. É importante se atentar para:

Em Server: selecione o host que essa VM está hospedada
Em Path to folder: escolha o datastore onde ela está.

Se você fizer isso, o Veeam irá restaurar o arquivo no local correto e você não precisará realizar mais nenhuma ação. Clique em Next.

 

Note que o arquivo VM Teste 2019.vmx não está dentro do meu datastore.

 

A próxima tela é apenas para que você descreva o motivo pelo qual está realizando o restore. Algumas empresas costumam colocar o número do chamado interno que foi aberto solicitando a recuperação. Clique em Next.

 

A ultima tela do wizard é um resumo das opções. Clique em Finish e aguarde a próxima janela aparecer.

 

Após o restore ser finalizado, você vai ver algo muito parecido com isso:

 

Ao consultar o datastore no vCenter, já consigo visualizar o arquivo restaurado:

 

É isso ai povo, mais uma maneira de restore demonstrada.
Abraço, fiquem bem!

Bacharel em Sistemas de Informação e Pós Graduado em Gestão de TI, considero-me um curioso em novas tecnologias, sempre em busca de novos conhecimentos e compartilhando os que possuo com quem se interessar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »