Veeam Restore – Seção 05

Fala turma, tudo em ordem?

Dando continuidade na série, hoje falaremos do Instant VM Recovery. Pra mim, ele é um dos recursos mais fantásticos que a Veeam disponibiliza. Conseguir colocar sua VM em funcionamento em questões de minutos é incrível! Vamos lá…

 

Uma vez que o backup já foi realizado (e eu não entrarei nesse mérito aqui), siga os passos abaixo:

Na console do Veeam, clique em Home e depois em Backups > Disk.

 

Na tela principal serão exibidos todos seus jobs de backup. Escolha o job em que a VM foi salva (1) e, dentro dele, clique com o botão direito sobre o nome da VM que você deseja fazer o procedimento (2). Depois em Instant VM Recovery (3) (essa opção também pode ser encontrada na barra superior).

 

Nessa primeira tela que abrir, temos algumas opções:

Add: incluir outras VMs no Instant VM Recovery
Point: a data (ponto) que você deseja voltar a VM
Remove: exluir alguma VM do procedimento

No meu caso, vou fazer Instant VM Recovery da VM chamada VM Teste 2019, utilizando o restore point criado dia 10/06/2020. Após escolher suas opções, clique em Next.

 

Agora temos 2 opções: Restaurar no local original e manter as configuraçãos da VM (1) ou Restaurar em outro local ou com outras configurações (2). Ainda nessa tela você pode decidir restaurar as tags da sua VM. Para simplificar, vou deixar no modo padrão (1).

 

Na próxima tela tem uma opção bem interessante: Secure Restore. Com ela você pode solicitar que o Veeam faça uma varredura na VM em busca de vírus durante o processo de restore. Para não ficar muito longo o post, vou deixar aqui o link caso você queira saber mais detalhes dessa opção. Eu não selecionei para ganharmos tempo nos testes.

 

A próxima tela é apenas para que você descreva o motivo pelo qual está realizando o restore. Algumas empresas costumam colocar o número do chamado interno que foi aberto solicitando a recuperação. Clique em Next.

 

E por fim, a última tela do wizard. Nela você ainda terá mais duas opções pra escolher:

Connect VM to network: se você marcar essa opção, a VM vai subir com as configurações de rede originais (mas não vai ligar sozinha).
Power on target VM after restoring: marcando essa opção, a VM vai ligar automaticamente.

 

Quando clicar em Finish, o processo de recuperação vai iniciar. Assim que o Veeam conseguir publicar a VM, uma tela parecida com essa será exibida:

 

Enquanto isso, no vCenter:

 

Pronto, sua máquina está disponível para uso. Mas lembre-se: a tarefa de Instant VM Recovery ainda não foi finalizada, ou seja, você precisa decidir se irá tornar ela uma máquina oficial em produção ou, se já conseguiu o que queria, vai finalizar o job.

 

Já decidi! E agora, o que eu faço?

Note que existe uma tarefa em execução (1). Agora clique com o botão direito sobre a VM (ou também na barra superior) e escolha entre Migrate to production (3) ou Stop publishing (2).

 

2 – Stop publishing
Ao escolher essa opção, a publicação da VM no seu ambiente vCenter será interrompida e tudo voltará a ser como antes, como se nada tivesse acontecido.

 

3 – Migrate to production
Essa opção permite que você coloque novamente a VM em ambiente de produção e com recursos de produção, selecionando qual Host, Resource Pool, VM Folder e Datastore que ela será alocada definitivamente.

 

Também é possível selecionar qual proxy o Veeam usará para essa movimentação.

 

Feito isso, lá no seu ambiente VMware vai iniciar uma tarefa de vMotion e logo a VM estará rodando nas configurações e locais originais. É importante lembrar que durante essa movimentação de Migrate to production ela continuará acessível e o Veeam se encarregará de fazer todo o merge necessário.

 

Por hoje é isso pessoal. Espero que tenham gostado e fiquem a vontade para escrever seus comentários.

Um abraço, até a próxima!

Bacharel em Sistemas de Informação e Pós Graduado em Gestão de TI, considero-me um curioso em novas tecnologias, sempre em busca de novos conhecimentos e compartilhando os que possuo com quem se interessar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Translate »